Consciência ecológica

No Brasil, como uma circunstância agravante, o capitalismo selvagem persiste subdesenvolvido e dependente, de posição periférica ao sistema do capitalismo global.  Oo estado habituado a regra e a má gestão, sem levar em conta os interesses da maioria da população, com um governo autoritário e brutal,  caracteriza-se por um elevado grau de corrupção e má gestão.

Toda esta herança de nossa colonização que criou a mentalidade de que  é sempre bom para tirar vantagem dos outros, que não poupou nem a natureza.

A consciência ambiental e a proteção do meio ambiente;  na mente da maioria das pessoas,  o valor da natureza e a necessidade de mantê-la nasceu muito tarde e ainda está em sua infância. Como resultado de ambos os fatores sociais e pobreza, os pobres e sistemas escolares que só recentemente começou a desenvolver campanhas de sensibilização e uma lenta melhoria dos problemas ambientais a partir dessa recente iniciativa.

A legislação ambiental continuará a diminuir em termos de eficiência, se os órgãos ambientais  desarmados e com pouco poder político,  a justiça continuará a ser insensíveis aos efeitos dos crimes ambientais que por vezes alimenta a impunidade.

Somente com essas medidas que levem a uma mudança de mentalidade é que podemos reverter esse quadro alarmante sobre o meio ambiente. Temos negligenciado o planeta e comprometendo as novas gerações.

As condições ambientais são um tema obrigatório nas reuniões sobre meio ambiente. Com uma educação ambiental ampla e obrigatória inerente a cada disciplina em não em módulos de disciplinas diferentes.  Dando aos professores capacidade de ministrar cursos que se relacionam ao nível da ecologia, ciência, vida quotidiana e mudanças culturais. Como combinar a educação ambiental nas escolas, com práticas externas que se aplicam os conceitos aprendidos em sala de aula. Com treinamento para estudantes de diferentes regiões do país para informá-los sobre a importância de um ambiente saudável.

Robson Branco